Saída fotográfica para crianças de Manguinhos registrarem caminho de casa para escola, em agosto de 2015.

O que é o prêmio

O Prêmio Nacional de Projetos com Participação Infantil tem objetivo de fortalecer e disseminar práticas de participação infantil. Sendo realizado nacionalmente, através da premiação de práticas metodologicamente sérias, inovadoras, eficazes, criativas e com impacto relevante, pretendemos contribuir para difundir e estimular a efetivação do direito à participação infantil em múltiplos espaços sociais.

O concurso pretende enriquecer o campo de discussões e práticas em torno da ideia da participação infantil no Brasil. Essa ideia muda a concepção tradicional que considera as crianças como seres passivos, sem opinião, sem propostas ou vontade própria, que devem aguardar algum momento num futuro distante para se tornarem cidadãos e, só então, poderem participar ativamente da sociedade. Incluir a participação de crianças é percebê-las como pessoas completas, competentes, curiosas e criativas, capazes de agir no momento presente de suas vidas. O envolvimento dessas crianças no planejamento e execução de projetos em distintas escalas não só enriquece seu desenho, como os torna mais aderente à realidade, o que constitui para essas crianças um importante processo de vivência na construção da sua cidadania.

Apesar da participação infantil estar prevista como direito na Convenção sobre os Direitos da Criança da ONU (da qual o Brasil é signatário), no Estatuto da Criança e do Adolescente - ECA, assim como em outros documentos públicos nacionais, sua implementação está longe da desejada.

Crianças em oficina do Criança Pequena em Foco no Complexo do Alemão (RJ) em 2013.

1° Prêmio

Na primeira edição recebemos a inscrição de 85 projetos de participação infantil que acontecem em diferentes regiões do Brasil. Estamos sistematizando todos os projetos habilitados e em breve lançaremos uma publicação com essas incríveis experiências. Confira aqui o mapeamento dos projetos inscritos na 1a edição do Prêmio.

Resultado final do 1° Prêmio

Clique aqui para assistir aos vídeos da primeira edição.


2° Prêmio


Na segunda edição, foram inscritas 213 instituições, com 143 projetos finalizados, contemplando todas as regiões do país. Isso representa um aumento de 68% em relação às inscrições da primeira edição do Prêmio.

Uma comissão de jurados, especialistas no campo da infância, avaliou os que cumpriam os pré-requisitos do edital e selecionou quatro finalistas que foram visitados pela equipe de organização do prêmio.
A decisão final dos vencedores foi tomada por um corpo de nove jurados especialistas e por uma comissão de dez crianças. Os três primeiros colocados receberam prêmios em dinheiro e foi entregue uma menção honrosa ao quarto finalista. Foi concedido, ainda, um certificado de reconhecimento de ação inovadora à iniciativa do poder público do município de Santo André - SP , pela escuta e devolutiva de demandas trazidas pessoalmente pelas crianças.


Quem propõe

Projeto Criança Pequena em Foco

O Criança Pequena em Foco, realizado pelo CECIP, desde 2011, com apoio da Fundação Bernard van Leer e do Instituto C&A, tem como objetivo incluir a participação das crianças no desenvolvimento das políticas públicas. Para isso, investe em:

  • promoção do Prêmio Nacional de Projetos com Participação Infantil;

  • realização de seminários;

  • encontros para brincar;

  • realização de ações de participação infantil e comunitária;

  • articulação com instituições do poder público e outras iniciativas;

  • elaboração de publicações sobre participação infantil;

  • ações de formação com educadores e gestores em políticas públicas.


  • Realização

    O Centro de Criação de Imagem Popular foi criado em 1986 por profissionais de diversas áreas, entre os quais Paulo Freire, Claudius Ceccon, Eduardo Coutinho, Ana Maria Machado, Ennio Candotti e Chico Alencar, que decidiram colocar seus saberes a serviço da construção de uma sociedade democrática.
    A primeira experiência realizada pela instituição foi a TV Maxambomba, uma tevê comunitária que produzia e exibia vídeos com a participação de moradores da Baixada Fluminense, na região metropolitana do Rio de Janeiro, com temas voltados para o fortalecimento da cidadania. Atuando nos campos da educação, comunicação, arte e tecnologia, as atividades do CECIP abrangem, atualmente, a produção de materiais audiovisuais e impressos, a realização de projetos de articulação e mobilização social e a capacitação de educadores e outros agentes sociais para atuarem na transformação de suas realidades, buscando com sua ação influenciar políticas públicas sociais.